Norte Concursos

MPE apura farra de cargos no município de Guajará (AM)

14/07/2011 - [23h:11m]     Diminuir Aumentar

­A Crítica de Manaus - 14/07/2011.O Ministério Público Estadual (MPE), por intermédio da Promotoria de Justiça de Guajará, (a 1.474,31 km de Manaus), está investigando a prefeitura do município por suposto ato de improbidade administrativa.A investigação gira em torno da criação de cargos considerados absurdos em uma administração pública, como o de quatro cargos de Administrador de Cemitério, quatro cargos de Encarregado de Almoxarifado, além de 20 cargos de Secretários de Gabinete.Segundo o Diário Oficial do dia 8 de julho, o Promotor de Justiça Vitor Moreira da Fonseca instaurou inquérito civil para apurar suposta ilegalidade nas despesas de cargos comissionados daquela prefeitura. A prefeitura de Guajará se defendeu por meio do seu Assessor Especial, Leandro Rogério. Disse que não há irregularidades nos cargos de confiança e que cumpre a legislação. “O que nos foi solicitado pelo promotor Vitor Moreira já entregamos. Foi a relação de todos os cargos amparados pela lei municipal 060/2005, criada em gestões anteriores e que permite a ocupação de 125 cargos em comissão. Não fizemos uso total do que a lei permite porque existem cargos que não foram ocupados. Isso, até representa uma economia com despesas dentro da prefeitura”, disse o assessor.A prefeitura de Guajará, que tem como prefeito o peemedebista Manoel de Paula (PMDB), Passará por remodelações no quadro de funcionários e fará um concurso público, segundo Rogério.A reportagem ligou para a promotoria de Guajará mas não conseguiu falar com o promotor Vitor Moreira.

Fonte:

© 2018 - Todos os direitos reservados à Norteconcursos.com.br